JÁ PENSOU EM MORAR NO EXTERIOR?

PassaporteSinceramente, já é tecla batida que o Brasil deveria ser um dos países líderes do mundo, considerando as terras e riquezas naturais que temos em grande quantidade e qualidade. Todavia, estamos longe disso. Ainda enfrentamos problemas recorrentes sérios que parecem não ter solução tão cedo, tais como, elevando índice de violência, desigualdades sociais, corrupção que apodrece os governos, etc. Estes e outros motivos levam várias pessoas a desejarem morar temporária ou permanentemente para outro país.

Obviamente que há pessoas que desejam passar um tempo no exterior somente para adquirir alguma habilidade, aprender ou aperfeiçoar os conhecimentos do idioma falado naquele país, fazer algum curso ou mesmo conhecer a cultura.

Viver no exterior requer um bom planejamento. Aqui estão algumas coisas a serem consideradas.

1 – Documentação necessária

Consulte o site da embaixada do país destino para conhecer o tipo de visto que melhor se adequa ao seu projeto. Tire o passaporte, analise, decida e obtenha o visto adequado para seu objetivo de viagem.

2 – Habilidades

Para qualquer país, independente do que você vá fazer, recomenda-se algum prévio conhecimento do idioma. Se for para estudo acadêmico, as universidades exigem um certificado comprovando seu nível de conhecimento no idioma alvo, como TOEFL, IELTS ou Cambridge Proficiency. Mesmo que você já seja fluente no idioma estrangeiro desejado, os especialistas recomendam um certo tempo de preparação para obtenção do certificado.

3 – Dinheiro

Verifique que muitos países exigem que você comprove ter condições / conta com saldo suficiente para passar o tempo programado lá. Faça os cálculos e tenha um plano B para o caso de o montante previsto não ser suficiente, além de uma certa reserva de emergência.

4 – Roupas

Regiões frias, como Quebec, no Canadá, Norte dos Estados Unidos e Europa exigem roupas adequadas ao clima para você não congelar. Verifique com antecedência se é vale mais a pena levar daqui ou deixar para comprar por lá mesmo.

5 – Cultura

Dê uma boa estudada na cultura do país destino, para que sua integração como imigrante possa se dar de forma mais harmoniosa possível. Algumas palavras, hábitos, comportamentos e gestos comuns num país, podem ser ofensivo em outro.

6 – Moradia

Esse é um item que já deveria estar organizado antes mesmo de você sair do Brasil. É fundamental saber, ou pelo menos ter uma ideia, de onde vai morar. Você vai morar sozinho, com amigos ou será hóspede de alguma família? Sua personalidade é mais expansiva ou mais retraída? Tudo isso tem que ser considerado. Além disso, considere que moradia representa um gasto elevado e o local e condições contam muito para sua qualidade de vida.

—-

Finalmente, jogue-se e tenha certeza de que você nunca conseguirá prever todos os imprevistos e problemas. Prepare-se o melhor possível e resolva da melhor forma todas as intempéries que venham a surgir.

Considere que é muito raro ver alguém que passou uma temporada no exterior e se arrependeu, pois o conhecimento e experiência adquiridos servem para toda a vida no campo pessoal e profissional. Além disso, muita gente aproveita a volta ao Brasil para comprar oxinova, iPhone, Câmera, Relógio. Pense nisso ao regressar e talvez até ganhar um dinheiro extra.

Abaixo temos um vídeo interessante que aborda sobre as 10 áreas de trabalho com contratações mais rápidas no Canadá, para você que está pensando em como imigrar para Quebec ou qualquer outra região do país.

E por que enfatizar o Canadá? Bem, há muitos destinos viáveis para os Brasileiros, mas o Canadá tem sido uma ótima opção para latinos em geral, quer seja pelo custo dos vôos, que às vezes é mais barato do que para os Estados Unidos e Europa, quer seja pela grande demanda de mão de obra que o país possui, facilitando a entrada de estrangeiros.

 


Deixe uma resposta